• leandroaalmeida

Educação e Relações Etnicorraciais: percepções do(a) estudante negro(a) do CE Camilo de Jesus Lima

Atualizado: Ago 28

Título: Educação e Relações Etnicorraciais: percepções do(a) estudante negro(a) do Colégio Estadual Camilo de Jesus Lima

Candidata: Sueli Melo Silva

Ano de Defesa: 2016

Orientação: Leandro Antonio de Almeida

Co-orientação: Dra. Rita de Cássia Dias Pereira Alvez


RESUMO

Este trabalho de pesquisa trata da discriminação racial em uma escola pública de Vitória da Conquista, com base na percepção do(a) estudante negro(a), fazendo,em um primeiro momento,algumas considerações sobre as doutrinas racialistas, que circularam no Brasil no século XIX e que ajudaram a concretizar a ideia de inferioridade do(a) negro(a) brasileiro, e sobre a disseminação da ideia de “democracia racial”,que nega a existência do racismo no Brasil. A pesquisa subsidiou-se em autores que analisam as relações etnicorraciais na escola e as implicações na família e na aprendizagem dos(as) estudantes negros(as)e em obras de pesquisadores que se dedicam a investigar a educação em Vitória da Conquista. Também contextualiza o Colégio Estadual Camilo de Jesus Lima, o bairro em que se localiza,o perfil dos(as) estudantes, dos familiares e do corpo docente desse colégio. Utiliza-se da técnica do grupo focal com o objetivo de perceber,mediante as falas dos(as) estudantes negros(as), se estes(as) têm ou não consciência de que sofrem discriminação racial, os diferentes tipos de discriminação aos quais são submetidos e de que forma a discriminação racial interfere na autoestima, na autoimagem e no autoconceito desses(as) estudantes. Os achados podem contribuir para análise da discriminação racial como um dos possíveis fatores causadores de autoconceito negativo, tendo em vista que boa parte dos(as) estudantes das escolas públicas de Vitória da Conquista é constituída por crianças, adolescentes e jovens negros(as), mesmo que eles não se reconheçam como tal. Podem, igualmente, fomentar a discussão sobre a questão racial no cotidiano escolar, a fim de que professores(as), estudantes, funcionários(as), gestores(as) e comunidade escolar, juntos, possam discutir a questão racial e a discriminação e se prepararem para o enfrentamento dessa questão, buscando uma educação que respeite as

diferenças etnicorraciais.


Palavras-chave: Educação. Escola. Estudante Negro(a). Relações Etnicorraciais.


Link para o trabalho:

https://www.ufrb.edu.br/mphistoria/images/Disserta%C3%A7%C3%B5es/Turma_2014/Sueli_Melo_Silva.pdf

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo