• leandroaalmeida

A Fábrica Suerdieck em Maragogipe - vídeos e álbuns

Atualizado: 5 de mai.

O material didático “A Fabricas Suerdieck em Maragogipe” consiste de três episódios em vídeo documentário de curta duração (4 a 5 minutos). Inicialmente aborda a construção das Fabricas Suerdieck: sua chegada em 1905 e suas escolhas geográfica pelas cidades de Maragogipe, Cruz das Almas e Cachoeira. Seguimos demonstrando a realidade dentro das fabricas exposta por uma charuteira, apontando as dificuldades de se trabalhar nas fabricas de fumo. E outro vídeo trata do trabalho das mulheres dentro das fabricas, na produção de charutos e suas lutares por reconhecimento e melhores condições de trabalho, assim como a possibilidade de ocupar cargos de importância dentro da fábrica Suerdieck. O material é complementado por dois álbuns de imagens, o primeiro sobre a fábrica no passado e outro com sua situação na atualidade, e por um jogo de perguntas e respostas.


Episodio 1: Fabrica de fumo Suerdieck e seu impacto no Recôncavo.

O primeiro episódio relata a chegada de dois irmãos na região do Recôncavo da Bahia, em busca de alimentar o sonho do pai e avô de se criar fabrica e armazém de fumo. Dentro das cidades escolhidas pela sua capacidade geográfica estavam Maragogipe, Cruz das Almas e Cachoeira, que sofreram fortes influências culturais e econômicas com a criação das fabricas de fumo Suerdieck.



Episódio 2: Relato oral com Luzia S. Ferreira.

O segundo episódio apresenta a entrevista com Luzia S. Ferreira, que trabalhou na fábrica Suerdieck por 10 anos, entre 1976 e 1986. Luzia passou por alguns setores e fala sobre o cotidiano da fábrica, as condições de trabalho e as relações entre patrões e empregados. A entrevista nos aponta que a Suerdieck teve grande importância da cultura e na economia local, possibilitando empregos e um crescimento dentro da própria fábrica. No entanto o trabalho das charuteiras era repleto de dificuldades e exaustão constante.



Episódio 3: Mulheres na fabricas de charutos.

No terceiro episódio nos deparamos com Lívia Almeida relatando um pouco da vida das mulheres nas fabricas de charutos do Recôncavo. Como bem mais da metade dos empregos eram ocupados por mulheres, se destaca um teor de gênero sobre os debates, o que nos leva a refletir sobre suas condições de vida, partindo do ponto em que não se era comum a atuação delas em espaços que não fossem domésticos. Lívia mostra suas dificuldades para chegar as fabricas e suas volta para casa. A necessidade de ser mulheres para o oficio de charuteiras por serem mais delicadas, o que afeta no seu crescimento dentro das fabricas. Porém com bastante lutas e embates essas mulheres passam a participar de sindicatos, e consequentemente obter melhorias para o seu trabalho assim como conquistar cargos valiosos dentro da fábrica.



O segundo material didático desenvolvido é um álbum iconográfico 100% digital. Nele os discentes podem encontrar informações não só visuais como auditivas também. Consegue ter acesso a informações sobre a fábrica, as pessoas em volta ao seu contexto e até como se encontram esses espaços nos dias atuais.


No ícone Suerdieck S/A os discentes poderão ver fotos das fábricas ainda em tempo de funcionamento e dos seus donos e administradores também. Podem analisar o espaço de ocupação, sua estrutura, assim como seus empregados e as funções que cada um desenvolvia.

Acesse o álbum aqui.


No ícone Os Dias Atuais os discentes poderão ver como os prédios da Suerdieck se encontram de duas décadas atrás até os dias atuais. Entre algumas ruínas que restam dessa história a espaços novos que foram abertos nessas localidades.

Acesse o álbum aqui.


Você pode acessar arquivo com links alternativos ao clicar na imagem abaixo



O outro material didático consiste num jogo de questionário no qual sua temática gira em torno do Fumo no Recôncavo. O objetivo principal é a aprendizagem dos discentes em contextos sociais, econômicos e até políticos. Podendo se enquadrar como parte do processo de avaliação do professor, uma vez que esse pode servir de parâmetro para uma análise de desenvolvimento dos alunos.

Acesse as perguntas do jogo clicando na imagem abaixo.



Os materiais foram elaborados por bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), Subprojeto História, na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Bolsistas: Ailla Maia, Caroline Souza, Lenon Cardoso, Lívia Almeida e Maria Clara Gonçalves

Coordenação: Leandro Antônio de Almeida

Supervisão: Denilson Romeiro Garcia Junior

Núcleo: Estadual Gerhard Meyer Suerdieck (CEGMS) O PIBID contou com financiamento de bolsas da CAPES


80 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo