• leandroaalmeida

Participação da Bahia na 2a Guerra Mundial – Sequência Didática

Participação da Bahia na 2a Guerra Mundial – Sequência Didática


Geferson Santana – Bolsista PIBEX

E-mail: gefsdj@hotmail.com

Leandro Antônio de Almeida – Orientador PIBEX


Publicado originalmente no LEHRB em 10/04/2013

Download versão em PDF

A história da participação da Bahia na Segunda Guerra Mundial tem sido um desafio para os pesquisadores que se interessam pela temática, mas as biografias, autobiografias e jornais do período têm apontado caminhos importantes para a compreensão do envolvimento da Bahia naquele momento sombrio da humanidade.


As imagens, vídeos e textos sobre os sujeitos envolvimentos na guerra, demonstram a importância de estudar tal temática em nosso no Estado da Bahia, não apenas na academia como nas escolas. Todo material coletado tende a facilitar a aprendizagem dos educandos da educação básica. Ressalto que esta sequência didática se destina aos estudantes do terceiro ano do Ensino Médio.

A temática deve ser trabalhada em seis (6) aulas considerando que são muitos os materiais que poderiam ser utilizados, e que não constam nos livros didáticos até o momento produzidos. Essa, se assim posso dizer, é uma ótima oportunidade para os estudantes das escolas públicas e privadas da Bahia, e em especial do Recôncavo baiano, conhecerem sobre a participação da Bahia na guerra.


A intenção é que após a realização das etapas estabelecidas nesta sequência didática os educandos possam produzir um blog, onde publiquem os materiais produzidos sob a orientação do professor. O processo de construção do blog e demais atividades estão sendo sugeridas para serem realizadas por grupos previamente delimitados pelo docente. O produto final, quando divulgado nas redes sociais e via e-mail, se tornará uma fonte de pesquisa e estudo para os professores e estudantes da mesma instituição da educação básica e outras da região.

AULA 1

1º Passo – Discutir com os educandos sobre a Segunda Guerra Mundial numa dimensão mundial, apontando os acontecimentos mais importantes, como forma de situá-los sobre o desencadeamento da guerra no mundo.

AULA 2

1º Passo – A partir deste momento o professor deverá uma aula expositiva aprofundamento da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial.

2º Passo – O educador poderá dividir os educandos em grupos e distribuir a carta que Graciliano Ramos, escritor do Rio de Janeiro, emitiu ao militante comunista Nelson Sodré Werneck, que se encontrava na Bahia. Nesta carta o escritor fala sobre suas impressões a respeito das movimentações populares e políticas do Rio de Janeiro e da Bahia que exigiam a entrada do Brasil na guerra, após os bombardeamentos dos navios brasileiros em costas da Bahia e Sergipe.

Fonte: Graciliano Ramos, Carta a Nelson Werneck Sodré, Rio de Janeiro, 2 de agosto de 1942. Inventário: Nelson Werneck Sodré/ Série: Correspondência recebida (32, 2, 10 nº 78) – Seção de Manuscritos – Biblioteca Nacional (BN). Disponível em: http://objdigital.bn.br/acervo_digital/div_manuscritos/mss1349390.jpg

AULA 3

1º Passo – Exibir o depoimento de Jacob Gorender, militante comunista baiano que participou ativamente da movimentação de guerra. Nesta aula, o educador já começa a adentrar na história da participação da Bahia na guerra, começando com um ótimo documentário.

O vídeo sobre com o depoimento do Gorender é uma produção da TV Câmara e foi intitulado de “Jacob Gorender: a esquerda revelada”. Veja link abaixo:

Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=OvQhVChSt2U. Acesso em: 08 de mar. de 2013. (a Bahia aparece no intervalo de 00:00 min. a 00:07 min)

2º Passo – Após a exibição do filme o educador deve sondar os alunos sobre as impressões que tiveram sobre o vídeo e se tinham noção que a Bahia foi participante da Segunda Guerra Mundial. Esse diálogo talvez estimule os estudantes a contarem histórias sobre ex-combatentes e demais episódios da guerra que escutaram de seus pais, avós ou vizinhos, como por exemplo, no caso de São Félix e outras cidades do Recôncavo que tiveram lojas, instituições e fábricas de descendentes nazifascistas apedrejadas pela população e militantes políticos (na maioria comunista) anti-nazifascista.

AULA 4

1º Passo – O professor deve montar uma aula expositiva sobre a participação da Bahia na guerra e nela devem ser apresentadas imagens sobre a Bahia na guerra. Neste momento o educador deve passar pelo período que compreende de 1942 a 1945, quando as movimentações políticas e sociais na Bahia e no Recôncavo foram intensas.

Orientações: Recomendamos como material de apoio ao professor a utilização do texto de divulgação histórica intitulado “Guerra, intolerância e mobilização na Bahia” disponível em <http://www.ufrb.edu.br/lehrb/2013/04/10/guerra-intolerancia-mobilizacoes-bahia/ >.

2º Passo – Alguns momentos da mobilização de guerra foram registrados em fotografias pelos grandes jornais da Bahia. Alguns militantes como o líder comunista baiano João Falcão guardaram essas imagens para a posteridade (a biografia do militante está disponível em http://jornalistajoaofalcao.com.br).

Vejam as fotos retiradas do livro autobiográfico intitulado “O Brasil e a 2ª Guerra” de autoria de João Falcão. Reiteramos que as legendas são de autoria de Falcão, e se encontram na seção de fotos do próprio livro compreendida entre os intervalos da página 155 a 157.

Questões para as imagens

1. O que elas representam? E quais pessoas são nelas retratadas?

2. O que as pessoas vestem na fotografia?

3. Que tipo de sentimento as imagens quer expressar para o leitor?

4. Que tipo de identificação você criou com a imagem?

AULA 5/6

1º Passo – A partir deste momento, o educador deve coordenar as atividades a realizem realizadas pela turma, e que ganha um caráter de projeto educativo:

Atividade 1 – Coletar/gravar depoimentos de pessoas que se envolveram com a guerra ou que tiveram parentes envolvidos (combatentes, enfermeiras, parentes, amigos). O professor deve auxiliar os estudantes na construção do questionário. Os vídeos ou audios serão publicados no blog;

Atividade 2 – Os estudantes ficarão responsáveis pela construção de um resumo do processo histórico que compreende o envolvimento da Bahia na guerra. Nesta etapa o professor também deverá auxiliar os estudantes;

Atividade 3 – Criação do blog, publicando as referências bibliográficas, imagens, vídeos, e demais materiais produzidos em sala.

Atividade 4 – Divulgação do blog com os materiais produzidos por toda equipe.

AVALIAÇÃO

O processo avaliativo dos educandos se processará na medida em que as atividades forem acontecendo, isso permitirá ao processor pensar em novas formas de avaliação ao longo do percurso. As discussões, o envolvimento das atividades e produto final serão critérios fundamentais na avaliação do educando.

REFERÊNCIAS

Livros e capítulos de livros:

CHENNTOUF, Tayeb. O chife da África e a África sententrional. In: História Geral da África, VIII: África desde 1935. Brasília: UNESCO, 2010, p.33-66

FALCÃO, João. O Brasil e a 2ª. Guerra – testemunho e depoimento de um soldado convocado. Brasília: UNB, 1999.

FERRO, Marc. História da Segunda Guerra Mundial. São Paulo, Ática, 1995.

GONÇALVES, Williams da Silva. A Segunda Guerra Mundial. In: REIS FILHO, Daniel Aarão; FERREIRA, Jorge; ZENHA, Celeste. O Século XX. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005, pp.165-93.

MAZRUI, Ali. A. Introdução. In: História Geral da África, VIII: África desde 1935. Brasília: UNESCO, 2010, p.01-29.

SEITENFUS, Ricardo. O Brasil Vai à Guerra: O Processo de Envolvimento do Brasil na Segunda Guerra Mundial. Barueri: Manole, 2003.

TAVARES, Luis Henrique Dias. A República do Estado Novo na Bahia. In: História da Bahia. Salvador: EDUFBA, 2008, pp. 421-48.

Artigos, Teses e Dissertações:

MERON, Luciano Bastos. Memórias do front: relatos de guerra de veteranos da FEB. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-graduação em História da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal da Bahia, Salvador. 2009. Disponível em: http://www.ppgh.ufba.br/spip.php?article411.

SAMPAIO, C. N. A Bahia na Segunda Guerra Mundial. Revista da Academia de Letras da Bahia, nº 42, mar., pp.135-56, 1996. Salvador: Academia de Letras da Bahia. Disponível em: http://www.oolhodahistoria.ufba.br/01bahia.html.

SENA JUNIOR, Carlos Zacarias Figueirôa de. Os impasses da estratégia: os comunistas e os dilemas da União Nacional na revolução (im)possível – 1936-1948. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal de Pernambuco. Recife, 2007. Disponível em: http://www.ifch.unicamp.br/mundosdotrabalho/arquivos/carlos-senajunior.pdf.

SILVA, Marina Helena Chaves. Vivendo com o outro: os alemães na Bahia no período da II guerra mundial. Tese (Doutorado em História) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal da Bahia. Salvador, 2007. Disponível em: http://www.ppgh.ufba.br/IMG/pdf/2007SILVA_Marina_Helena-_Vivendo_com_o_outro_-_alemaes_na_Bahia_no_periodo_da_II_Guerra_Mundial.pdf.



5 visualizações0 comentário